“Espero que a cerimônia seja um remédio para a depressão de meu país”

A frase acima é do diretor Fernando Meireles, um dos caras que elevou o status de nosso cinema lá fora com o seu já clássico Cidade de Deus. Claro, antes dele teve Glauber Rocha, Anselmo Duarte e o agora saudoso Hector Babenco. E, de certo modo, talvez Meireles não seja nem metade do diretor que esses… Leia mais “Espero que a cerimônia seja um remédio para a depressão de meu país”