Marcha para a Ignorância

Tem duas coisas que apareceram na religiosidade brasileira atual com grande força que me fazem nojo: a Renovação Carismática e o Neopentecostalismo.
http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2012/07/20-marcha-para-jesus-reune-multidao-em-sp.html
Milhares de pessoas se comportando como acham certo viver: como cordeiros. Mas não o do seu deus, como quer a sua bíblia, mas do seu pastor ou padre. E nele confiam cegamente, e por ele agem.
Dançam e cantam ao som dos produtos mais rentáveis da indústria fonográfica atual, os padrecos e pastores cantores, que levam a mensagem de atraso, carolice e preconceito para todo o país. Tanto que, diferente de antigamente, levam o mofo da sua “mensagem divina” para as grandes rádios, para a tevê e para os shows originariamente “laicos”.
Eu afirmo todo o santo dia que estamos caindo em uma perigosa teocracia, guiada pela ignorância de fiéis, esperteza de lideranças religiosas e anuência passiva de nossos políticos. Pois, quer queira quer não, a Marcha pra Jesus, por exemplo, é mais um movimento político que religioso.
Em primeiro lugar, nada me convence que a tal Marcha para Jesus não tenha crescido a tal ponto no Brasil como contra-ataque à Parada Gay, principalmente quando analisamos os “líderes” desse movimento. Outra coisa é que, quando se vê pequisas como essa do Datafolha, percebe-se que excelente veículo é a Marcha para as intenções políticas desses criminosos travestidos de religiosos. É o voto de cabresto em sua versão teocrática.
Curioso, ainda, que no mesmo fim de semana que acontece essa Marcha, acontece a “polêmica” entrevista de Rosane Collor, ex-mulher do ex-presidente e atual senador, que é um dos principais inimigos da Rede Globo no atual Quid Pro Quo da CPI do Cachoeira. Uma retaliação óbvia, baixa e incontestável a todas as merdas que o antigo aliado está jogando no ventilador.
O que me enoja nesse mundo podre da religião, é que qualquer criminoso pode virar santo do dia pra noite só por gritar que aceitou Jesus. O Collor, por mais que esteja do outro lado dos ataques, sempre será o cara que roubou as poupanças, o cara que sofreu o impeachment. E ela posa de coitadinha.
E, não nos esqueçamos, do que é a “magia negra” a que ela se refere. É a mesma “magia negra”, provavelmente, que faz com que haja crimes diversos contra as religiões de origem negra no Brasil. A mesma “magia negra” que faziam jogadores de RPG, praticantes de Yu-Gi-Oh… chama-se preconceito, é perigoso e pode matar.
Temos que parar de aceitar, parar de ser ingênuos. Parar de respeitar gente como Edir Macedo, que além dos crimes já amplamente conhecidos, expressou sua tendência eugenista hoje. Temos que parar de tolerar isso. Se uma sociedade quer ser crítica, quer avançar em suas reformas sociais e política, pessoas como os facínoras que comandam essas igrejas tinham que ser banidos da política. Eu não sou contra que as pessoas se manifestem religiosamente, mas ver os resultados de uma pesquisa como essa do Datafolha só deixa mais claro pra mim o quão danosa é a presença do movimento neopentecostal no Brasil. Religiões propagam preconceitos, atrasos, são a âncora da nossa sociedade. E precisamos parar de uma vez de compactuarmos com isso.
E, o dia que magia negra for algo pior que a pedofilia praticada pelos seus padres e o estelionato de seus pastores, eu me calo.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s