Libertadores é Cosa Nostra 2

http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/2011/07/22/a-festa-de-kia-joorabchian-no-brasil-nunca-acabou-chegou-agora-ao-sao-paulo-futebol-clube-quem-diria/


Ontem publiquei um texto sobre minhas impressões da chegada do Corinthians à final da Libertadores.
Mas, como disse em uma discussão com um amigo corinthiano no facebook, eu fiz o texto, no caso, porque o Corinthians é a bola da vez. Ele é quem está disputando o título, não o São Paulo ou o Santos. Mas, no fim, tanto faz. Porque a corrupção está no campeão europeu Chelsea, nos clubes do Rio (essa contratação do Seedorf não me desce), em todo lugar. Agora a vez é do Corinthians, como já foi dos outros…

E, como prometi a esse amigo corinthiano, vou começar a meter o pau de outro ângulo.

O São Paulo, meu time de coração, ganhou três títulos da Libertadores. Ele tem um grande estádio, moderno, um CT de referência internacional, três mundiais…
Mas isso justifica o que o Juvenal anda fazendo?
http://nossofutebolfc.blogspot.com.br/2011/05/coluna-do-guilherme-silveirao-problema.html
Isso Justifica sua reeleição?
E, principalmente, isso justifica o que aconteceu no último jogo, com os jogadores hipocritamente dedicando a vitória ao seu presidente? Isso, claro, porque ele tirou do time o “problema” que o fez perder tudo esse ano, um problema chamado Leão. A postura dos funcionários com o patrão apresentam uma hipocrisia histórica do futebol, onde o técnico é o cara mais culpado pelos erros de um time todo.

Mas quem, sucessivamente, tem tomado decisões administrativas como… contratar o Leão? É justo elogiar o presidente de um clube por demitir um técnico problema quando ele mesmo foi quem o escolheu como técnico, mesmo sabendo de seu histórico de más relações com jogadores, para comandar um time já desestabilizado? 

Aliás, é justo elogiar quem comprou  uma reeleição?
Quando você é funcionário, é um caminho fácil pra garantir seu salário. Ainda mais quando você é um Luis Fabiano da vida, que vive machucado e não tem metade do futebol de antigamente e precisa se autoafirmar perante a torcida.
Agora, a torcida alienada do São Paulo sempre cai nessa.
E a alienação do São Paulo é histórica, diferente da alienação da torcida corinthiana.
Como não falar (e essa crítica feita a mim eu aceito e busco me redimir agora) da estranha história da construção do Morumbi? Se quiser dados mai específicos, é só ir à Wikipédia:

No dia 31 de outubro de 1956, o então prefeito de São Paulo, Wladimir de Toledo Piza, autorizou um empréstimo de CR$ 5.473.000,00 da Prefeitura e CR$ 5.500.000,00 do Governo do Estado (juntos, representam 4,54% da obra), para a construção do estádio.

Isso, claro, com a influência direta do governador biônico Laudo Natel, ex-presidente do clube.

Enfim, isso pra dizer: quem pode falar de corrupção no futebol? Quem pode defender a idoneidade dos dirigentes do seu time?
O Vasco de Eurico Miranda, de Dinamite? O Cruzeiro do Zezé Perrella? O Palmeiras do Mustafá Contursi e Tirone?
E isso não é um mal daqui do Brasil. Só que aqui a coisa é mais, digamos, descarada.
Aqui, um time ainda vê na contratação do Luxemburgo, um mafioso desmontador de times, um avanço.
Aqui um time como o Flamengo serve de guarida para todo tipo de “degredado” do futebol. Aqui se especula, inclusive, a volta do goleiro assassino Bruno ao futebol!
Aliás, pior, aqui se produz gente como ele. Aqui estimula-se o comportamento de Adrianos, Ronaldinhos, Wagners Love etc.
E, mais uma vez, o que dizer da contratação de Seedorf pelo Botafogo?
Bem, feito o adendo, hora de voltar ao Corinthians.

http://timaoblogfiel.blogspot.com.br/2011/04/se-ninguem-gosta-do-tite-porque-ele-e.html
Torci abertamente para o Boca Juniors, porque sou são paulino, mas também porque não respeito a máfia por trás da promoção desse time.
Como Inês é morta e o Corinthians finalmente ganhou sua Libertadores, acho que deveria dar um desconto e parabenizá-lo pelo seu tão suado e merecido título, certo?
Errado. Quem mereceu esse título foi o Tite.
O craque desse time foi apenas ele, mesmo que com lampejos de bom futebol do cerebral Danilo e do aguerrido Émerson.
Aliás, claro, o Boca fez de tudo pra ganhar esse título, mas foi mais camisa e briga que futebol. Os argentinos dependeram demais do Riquelme, que catimbou como sempre, é o jeito que eles jogam.
Mas não é por isso que eu vou dar parabéns por algo que eu acho estar errado.
Como disse, quem merece esse título é o Tite. Não a diretoria, não a torcida.

Vá lá, parte da torcida merece. A parte que se comporta decentemente.
Mas parabenizar a TODOS os corinthianos seria como parabenizar, por exemplo, Juvenal ou a Independente pelas vitórias do São Paulo.

Há uma boa parcela, uma grande parcela desses torcedores que nem merecem serem chamados de torcedores por inúmeros motivos. O principal é a alienação.
A alienação que faz um torcedor compartilhar tal imagem no facebook:

Como, em sã consciência, uma pessoa adulta e de bom senso pode considerar esse CRIMINOSO como símbolo de seu time? Nem preciso repetir tudo que já disse sobre ele ontem. Mas me assusta muito que o corinthiano se esqueça de tudo que a administração Dualib-Sánchez fez com seu clube.
Se esqueceram da humilhação do descenso?
Pão e circo: uma Libertadores basta para qualquer corinthiano perder a noção crítica.
Esse senhor, em breve, pode enfiar a máfia russa de novo dentro do Corinthians, sabia?
Não, não sabia. Pois o que te importa, torcedor alienado, é soltar rojão e gritar a plenos pulmões a vitória de um futebol podre. Um futebol que nada tem a ver com o que se esperaria do clube que deu origem à Democracia do Doutor Sócrates, como disse ontem.

Outra das coisas que meu amigo criticou é que não dei espaço em meu texto para comentar sobre a discriminação sofrida por corinthianos, historicamente, por ser um time ligado às classes mais populares do país.
O Corinthians é time de pobre. E por isso muito corinthiano, como ele mesmo expressou, já foi vítima de assédio moral e violência (até física). Isso é preconceito de classe e está na origem do anti-corinhianismo.
Mas qual são paulino não sofreu “bullying” por causa de seu time? Quem nunca foi tratado como “bambi” e desrespeitado? Pra começar, desqualificar qualquer pessoa por ser pobre ou gay é crime e ponto final. E usar essa qualificação como ofensa é pior ainda! Não é um absurdo a zoeira que se faz com a sexualidade dos são paulinos? Quem já foi xingado de bambi pra baixo, sabe o quanto isso é uma demonstração clara de que o futebol ainda é o antro de preconceitos e machismo.
O preconceito de classe existe, no caso do Corinthians, mas existem outros preconceitos.
Enfim, eu não parabenizo o Corinthians nem seu torcedor pelo título. Eu parabenizo o Tite e seus guerreiros. Mas nunca parabenizarei quem compartilha e nutre esse jeito errado de fazer futebol. Quem compactua com CBF, Kia, MSI, Globo e outros.
Em qualquer clube, agremiação, time…
E, para terminar, lembre-se, corinthiano, de quem mandou o Tite embora, na sua primeira passagem pelo time, quando esse expulsou dos vestiários do time o Kia da MSI.
http://www.gazetaesportiva.net/blogs/chicolang/2011/07/19/sanchez-sacrifica-volta-de-tevez-pelo-poder-politico/

Se o futebol não tivesse nada de política por trás, essa vitória seria apenas o que ela é: justa e merecida.
Mas a vitória da alienação e da gestão podre do futebol brasileiro não pode ser comemorada. Pelo bem de todos nós.
Anúncios

2 comentários em “Libertadores é Cosa Nostra 2

  1. é um bambi do caralho mesmo! hahahha inveja é uma merda né cara, bom mesmo é o seu são paulo que ganhou a libertadores em cima de um atlético paranaense =)
    certinho!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s