2011, radiohead, moon safari e mpb

Um post ranzinza pra retomar o Muralhas.

Estou, nesse exato momento, ouvindo pela segunda vez e tentando assimilar o zilhão de barulhinhos eletrônicos de “King of Limbs”, novo disco do Radiohead. Nem de longe lembra a banda que conquistou o mundo com OK Computer, mas retoma a audácia da banda que quebrou paradigmas com Kid A e Amnesiac. Tem sido assim há algum tempo com eles, fugindo do padrão standart pasteurizado que a mídia busca impor a bandas que alcançam esse espaço e esse sucesso.

Da mesma forma, ouvi há alguns dias o FANTÁSTICO disco do Moon Safari, Lover’s End. Se vc não conhece Moon Safari, saiba que eles são uma estranha mistura de Brian Wilson com… bem… é o Beach Boys do séc. XXI. Com uma invejável qualidade melódica, eles apostaram alto no sucessor de blomljud, o disco que fez eu me apaixonar por eles. De verdade, o Moon Safari é uma banda que consegue compor músicas que pode aparentar ter a melosidade de um Sertanojo, mas na verdade são uma combinação de delicadeza com a habilidade musical de um Yes no auge. São fodas demais esses caras.

Bem, de tal modo, ponho uma questão:

O Radiohead é inglês.

O Moon Safari é Sueco.

E o que o Brasil tem de bom pra apresentar?

Rolou uma discussão legal no Facebook de um amigo meu nessa semana, quando ele postou que detestava 90% das bandas de rock nacional. É corajoso por demais fazer esse tipo de afirmação.

Isso porque, com a livre expressão que a internet permite, ficamos cientes de que há muita gente que não opina realmente sobre o que gosta por medo de ser tachado de preconceituoso, mas há muito mais gente a fim de exercer seu pré-conceito pra pagar de grande conhecedor e politicamente correto.

No caso, eu sempre me senti excluído.

Não porque eu não goste de rock nacional.

Tenho ciência que o Rock nacional teve 7 bandas realmente boas que cantavam em português:

Ratos de Porão, Blitz, Mutantes, Nação Zumbi, Matanza, Raimundos e Planet Hemp.

O resto, em suma, é lixo.

E quando falo em lixo, incluo todo mundo dos anos 60, 70, 80, 90 e 2000.

Tem umas bandas legais no meio, como as de rock progressivo da década de 70, O terço, Casa das Máquinas…

Tem umas que são legais, mas ás vezes cansam, como o Pato Fu (que é mil vezes melhor ao vivo).

Tem outras que não dá pra ouvir mais, como o Legião Urbana e os Paralamas do Sucesso.

E tem algumas que nunca foram boas, como Engenheiros do Hawaii, Capital Inicial, etc, etc, etc…

Nos anos 90, todas as que prestavam morreram. E as outras eram piores que o É o Tchan!.

Pelo menos o É o Tchan! tinha as gostosas.

E a cena alternativa desse século então? Todo ano alguém escolhe uma banda inglesa pra se espelhar e copia descaradamente até a exaustão. Teste: TODAS AS BANDAS INDIES SÃO IGUAIS.

(Atualmente, todas são ou o Artic Monkeys ou o Artic Monkeys com barulhinhos eletrônicos).

Daí, eu me pergunto: porque eu sempre tive vergonha de admitir que achava, aliás, que SABIA que o rock nacional era composto por 90% de bosta?

Bem, refletindo muito, entendi o porquê.

É porque dói mais ainda admitir que 90% da música brasileira é uma bosta.

Principalmente MPB.

Temos excelentes intérpretes, como a Elis, o Jair, o Ney… e alguns lixos humanso que pagam de cantores mas são o cúmulo da picaretagem, como a Marisa Monte, que toda vez que ouço tenho vontade de chamar o Anderson Silva pra dar um chute na fuça dela.

Mas, e os compositores?

O Caetano nunca prestou, nem na Tropicália. Tropicália que, aliás, é muito confete… A maioria esmagadora daquele povinho não tinha 1% do talento do Tom Zé. Sozinho ele foi e ainda é melhor que TODOS os tropicalistas.

Já, fora desse povo, tem alguns bons compositores… a maioria se situa no início do século até a década de 50 e 60. Daí em diante destaco apenas e tão somente o Chico e o Milton.

E não se faça de meu defensor, achando que eu esqueci dos outros.

Alguns tiveram arroubos geniais de composição. O Zé Ramalho compôs uns 2 discos geniais e o Gil compôs uma música boa, chamada Domingo no Parque.

O Ronnie Von tem 3 discos melhores que toda a carreira do Gil.

Sobra ainda o Ivan Lins, que eu sempre admirei, mas virou um PSDBista safado. Admitiu o burguês que sempre foi, como o Caetano.

Mas ainda compôs uns discos admiráveis.

Diferente do filho de Dona Canô, que não sabe cantar nem compor e que tem uma irmão que é tão bonita quanto talentosa e boa cantora, mas que todo mundo adora dizer que gosta, mesmo só conhecendo uma música dela.

(Sim, a da novela Fera Ferida)

Daí eu vejo gente como o Dinho Ouro Preto zoando o Restart… meu, eles não são nemd e longe algo louvável, mas desde quando CAPITAL INICIAL é melhor que RESTART?

Desde quando alguma banda de rock nacional atual pode zoar os caras só porque eles usam roupas coloridas?

O Brasil que produziu Noel Rosa, Adoniram Barbosa, Nelson Gonçalves, Pixinguinha, Jackson do Pandeiro, Braguinha, Luiz Gonzaga… não possui mais ninguém a altura deles.

Só sobraram o Milton e o Chico.

O Chico faz bem em lançar discos só quando dá na telha… não fica despejando lixos quando não tem o que dizer.

Mas, sabe, mesmo o Chico ás vezes me enche, de tanto que irritam as “putinhas do Chico” que acham que só existe ele de galã dos olhos verdes no Brasil.

É como o que fizeram com o Renato Russo, torrando a sua paciência e a sua vontade de ouvir Legião.

Enfim, quando ouço o que se produz de bom na Suécia, Finlândia, Reino Unido, Japão, França (e nada de Piaf, porque não suporto essa biscate), etc., fico triste em ver o quanto o brasileiro não valoriza o que realmente importa de sua música, que é a música regional. Além disso, há uma meia dúzia de compositores que prestam, uma dúzia de intérpretes e o resto se resume a um enorme amontoado de Zé ninguéns.

Bem, podia ser pior… nós podíamos ser a Irlanda: eles só tem o U2… e desde que lançaram o POP, que bela merda é o U2!

Vou voltar pro Tom Yorke, já que mesmo o pior lixo que ele possa compor é melhor que todo esse povo da MPB.

PS: Ficou brava, putinha da MPB? Tá se achando cheia de brio patriota agora e vai me mandar às favas?

Bem, não se desespere. Ainda há esperança:

Melhor que Caetano e Gil é. Com certeza.

Agradecimentos ao meu caro ZEUS! Valeu Matheus!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s